Pages

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Fomos Perfeitos


Segurei sua mão antes de atravessar a rua.E de repente, pensei: acho que quero esse homem para sempre.
(...)
De mim você não esperou nada de elementar. De mim, eu sei, você sentiu saudade logo depois. Mas foi como num trecho de Lygia Fagundes Telles que o resto aconteceu.O meu “para sempre” virou um casamento com os mistérios. O seu “para sempre” eu nunca soube.Eu só sei que é do toque morno das suas mãos sobre meu rosto frio que eu me lembro…Toda vez que a temperatura cai.

(Cléo Araújo)

3 comentários:

  1. Olá moça
    Que blog mais lindo,hein?
    Ameeei,mesmo!
    Tô apaixonada por ele
    Estamos te seguindo,querida
    Visita o nosso tb
    Bjão ;)

    ResponderExcluir